Governo sinaliza mudança nos parâmetros de aversão ao risco

Simple Energy, 21 de outubro de 2016

A Comissão Permanente Para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico (CPAMP), pertencente ao Ministério de Minas e Energia (MME), aprovou, em reunião realizada na terça-feira (18/10), a utilização de patamar único para representação do custo de déficit, a ser aplicado no planejamento da operação e na formação de preço a partir de janeiro de 2017, e de novos parâmetros do CVaR (“Conditional Value At Risk”, ou Valor Condicionado ao Risco, em inglês), com implementação a partir de maio do mesmo ano.

Na prática, a alteração aumenta a aversão ao risco apresentado em modelos computacionais, melhora a informação de custo e preço e permite uma transição mais suave para a implantação da Superfície de Aversão ao Risco (SAR) em 2018. Isso traz maior segurança ao sistema, porém poderá acarretar em variações no Preço de Liquidação das Diferenças, o PLD, que é utilizado para valorar a energia comercializada no mercado de curto prazo.

Fonte: Ministério de Minas e EnergiaSite externo.

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados