Eólica poderá representar 20% da geração mundial até 2030

Simple Energy, 21 de outubro de 2016

Segundo relatório divulgado pela Global Wind Energy Council (GWEC) nesta terça-feira, 18 de outubro, a energia eólica poderá responder por cerca de 20% de toda a eletricidade gerada no mundo até 2030.

O documento traça cenários em que a fonte eólica poderia fornecer um quinto de toda geração de eletricidade daqui a cerca de 15 anos. E ainda, o relatório de 44 páginas analisa quatro diferentes cenários explorando o futuro da indústria em 2020, 2030 e 2050. No cenário de 2030, estimou o GWEC, a fonte eólica poderia chegar a 2.110 GW de capacidade instalada. Esse volume representaria atração de investimentos da ordem de 200 bilhões de euros. Estima-se que isto criaria 2,4 milhões de novos empregos e reduziria as emissões de mais de 3,3 bilhões de toneladas ao ano. No cenário mais avançado do GWEC a fonte eólica poderá alcançar 5.806 GW de capacidade instalada em 2050. Seria um potencial de geração de mais de um terço da eletricidade mundial. Nesse horizonte, o mercado anual poderia ultrapassar os 200 GW novos instalados todos os anos e aportes anuais de 275 bilhões de euros ao ano.

O GWEC avalia que a queda de preço nos últimos anos para a eólica, solar e outras renováveis, não é apenas tecnicamente possível, mas também, economicamente competitiva. No documento, a entidade afirma ainda que novos mercados estão se desenvolvendo rápido na África, Ásia e América Latina.

Para o secretário geral GWEC, Steve Sawyer, a energia eólica é a opção mais competitiva para adicionar nova capacidade à matriz elétrica em muitos mercados em crescimento. E alerta que se os países desejam cumprir os acordos de Paris, a COP 21, realizada em novembro de 2015, isso vai significar acabar com plantas de energia de combustíveis fósseis e substitui-las por eólica, solar, hídrica, geotérmica e biomassa.

Sobre o mercado brasileiro, o GWEC destacou que o país continuará a ser o principal mercado onshore da América Latina até 2020. Além disso, em função da natureza dos ventos mais estáveis, o país está ao lado de Marrocos e Egito entre os locais onde se utiliza as máquinas de classe II e III, que apresentam maiores fatores de capacidade e um baixo custo da energia.

Segundo dados de agosto do presente ano, a potência instalada em fontes eólicas no Brasil é de cerca de 9327 MW, e a geração eólica realizada até outubro de 2016  já supera a geração de 2015, o que garante um cenário eólico brasileiro alinhado com as tendências mundiais.

 

Fonte: CanalEnergiaSite externo.

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados