Energia entrega conta bilionária para montadoras

Simple Energy Post, 19 de Novembro de 2014

Segundo matéria publicada pelo jornal Valor Econômico, a escalada no preço da energia impôs uma conta salgada à indústria de veículos e se tornou uma das grandes preocupações do setor frente a um mercado que, já há um bom tempo, não tem aberto muito espaço a repasses de custos. O impacto a ser administrado nos próximos quatro anos por montadoras e grandes fabricantes de autopeças é estimado em R$ 1,6 bilhão, levando-se em consideração que o setor consome 5% da energia contratada no mercado livre.

No setor de veículos, a alta no preço da energia, tem provocado espanto entre dirigentes da indústria automobilística, não apenas por ser superior ao aumento de outras matérias primas, mas também por colocar mais pressão sobre custos num momento em que eles tentam se recuperar do tombo de vendas e exportações sofrido neste ano.

Se repassarem a nova conta aos preços dos carros, as montadoras colocam em risco a recuperação do mercado, que já estará, no ano que vem, vulnerável à possibilidade de retirada de ao menos parte dos descontos no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) cobrado nas vendas de automóveis. Se não repassarem, garantem um ambiente mais favorável à retomada das vendas, mas ao custo do sacrifício das margens de lucro.

Nos últimos anos, a segunda lógica é a que tem prevalecido. Levantamento do setor mostra que entre 2011 e 2013 os custos das montadoras com mão de obra e logística subiram, respectivamente, num ritmo anual médio de 8,5% e 11,7%, ao passo que, nos três anos, o preço dos veículos novos no país caiu mais de 5%.

Além dos preços mais altos, fabricantes de veículos citam problemas como instabilidade no fornecimento, por conta de deficiências na infraestrutura de transporte de energia, e demonstram preocupação com risco de racionamento no ano que vem, apesar de o governo descartar essa possibilidade. Lembram ainda de um impacto indireto sobre o consumo de carros, já que o preço maior das tarifas nas residências reduz a renda disponível para compra de outros bens.

 

 


DISCLAIMER: As informações apresentadas neste materianl foram elaboradas pela Simple Energy e refletem condições de mercado e cenários atuais. Trata-se de material meramente informativo com direitos de propriedade intelectual pertencentes à Simple Energy e, portanto, destacamos a não responsabilidade por ações tomadas com base neste informe.

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados