BNDES estabelece novas regras de financiamento para projetos

Simple Energy, 07 de outubro de 2016

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social divulgou na segunda-feira, 03 de outubro, suas novas condições de financiamento para empreendimentos no setor elétrico. As alterações buscam refletir o atual cenário do setor com foco na ampliação de fontes alternativas de energia, estruturando os investimentos em TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) para projetos com alto retorno social e ambiental.

A iniciativa foi bem recebida pelo mercado, sendo considerada bem alinhada com as práticas internacionais nesse aspecto. Um aumento no número de financiamentos poderá reduzir entraves técnicos e regulatórios e expandir o acesso ao crédito para uma gama maior de fornecedores, de forma a atrair o mercado para financiar projetos de geração hidrelétrica, transmissão e distribuição de eletricidade.

Na prática, o financiamento a projetos no segmento de geração solar cresceu de 70% para 80% em TJLP, assim como para projetos de eficiência energética e iluminação pública. Além disso, as iniciativas provenientes de fontes eólicas, PCHs, biomassa e cogeração permanecem recebendo 70% de incentivo. Por outro lado, as grandes hidrelétricas terão seu financiamento reduzido, e os projetos térmicos a carvão e óleo não terão mais apoio a investimentos.

Apesar de a medida ter causado boa expectativa na indústria ligada ao desenvolvimento sustentável, segmentos mais tradicionais do setor de energia sentiram-se prejudicados com a nova política do BNDES, como grandes usinas hidrelétricas e térmicas a carvão.

A proposta tem efeito de alto impacto na infraestrutura do setor elétrico brasileiro a longo prazo, já que prevê financiamentos com duração de até 20 anos, o que significa um horizonte rumo à consolidação de uma matriz energética limpa.

 

Fonte da Notícia

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados