Migrações crescem 25 vezes e ACL atinge 5 mil agentes em 2016

Simple Energy, 06 de janeiro de 2017

Em busca de redução de custo com um insumo primordial para suas atividades, 2.303 empresas optaram pela migração para o mercado livre de energia. Em 2016, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE registrou um aumento de 25 vezes no número de pedidos aprovados de adesão de consumidores quando comparado com 2015 (93 no total).

O movimento foi impulsionado principalmente pela adesão dos consumidores especiais, empresas com demanda entre 0,5 MW e 3MW e que são obrigadas a adquirir energia de Pequenas Centrais Hidrelétricas ou de fontes incentivadas especiais (eólica, biomassa ou solar). Com 2.102 empresas associadas à CCEE no ano passado, o segmento representou 91% das adesões no mercado livre.

“Um conjunto de fatores como o aumento da tarifa no mercado regulado, a simplificação da medição e a melhora na hidrologia, que impacta na queda do preço da energia no mercado livre, foi primordial para que as empresas tomassem a decisão de migrar para o mercado livre”, lembra Rui Altieri, presidente do Conselho de Administração da CCEE.

Em decorrência do grande número de adesões, o mercado livre ampliou sua representatividade no consumo total de energia no Sistema Interligado Nacional – SIN. Em outubro de 2015, o ACL representava 23,3% do consumo no país, índice que teve aumento de 3,8 pontos percentuais. Atualmente, as empresas do mercado livre representam cerca de 27% do consumo.

O mercado de energia elétrica terminou o ano de 2016 com 5.665 agentes filiados a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), crescimento de 74,32% em relação ao número de agentes registrados em dezembro de 2015 (3.244). Esse aumento foi provocado pela forte migração de consumidores do mercado cativo para o livre, que viram uma oportunidade de reduzir custos com energia elétrica.

Segundo a CCEE, há um total de 3.350 consumidores especiais e 812 livres. Só em 2016, houve a migração de 2.102 consumidores especiais e 201 livres, uma média de 192 por mês. Para fins de comparação, em 2015 houve a migração 72 consumidores especiais e 21 livres, média de oito por mês.

A expectativa é que o número de agentes continue crescendo neste ano em função da permanência de consumidores cativos interessados no ambiente de contratação livre. Segundo a CCEE, há 1.220 processos de adesão em andamento, sendo 1.044 consumidores especiais e 77 livres.

 

Fonte: CCEESite externo.

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados