Sem indicativo de racionamento segundo ONS

Simple Energy Post, 05 de Dezembro de 2014

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse que não há "indicativo" de racionamento de energia, por parte do governo, em 2015. Segundo ele, as condições do sistema elétrico brasileiro hoje são bem diferentes, e melhores, em relação às observadas em 2001, quando houve um programa de corte de consumo de energia.

"Naquela época [2001] você teve que fazer racionamento, não havia dúvida. Mas, neste ano, não houve esses indicativos [de necessidade de racionamento]. Como não tem para 2015, como tem sido falado", afirmou o secretário, durante o lançamento do "Caderno de Gás Natural FGV Energia", na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio.

Apesar da aparente tranquilidade, Zimmermann disse que uma avaliação mais clara sobre o risco de racionamento em 2015 só poderá ser feita em abril, quando terminará o período chuvoso. "Você só pode fazer avaliação de risco melhor, quando acaba a estação chuvosa. Porque aí você sabe o quanto ficou no seu estoque e como você vai chegar [ao fim do ano]".

Com relação ao preço da energia em 2015, Zimmermann afirmou que o custo de geração térmica deve ser semelhante ao deste ano, porém não citou valores. "A partir do momento em que já gerei no máximo este ano, se tiver que gerar no máximo em 2015, vou gastar o mesmo que neste ano, em custo de combustível", disse.




DISCLAIMER: As informações apresentadas neste materianl foram elaboradas pela Simple Energy e refletem condições de mercado e cenários atuais. Trata-se de material meramente informativo com direitos de propriedade intelectual pertencentes à Simple Energy e, portanto, destacamos a não responsabilidade por ações tomadas com base neste informe.

Av. Das Nações Unidas, 14.171 - Marble Tower - 11º andar - Brooklin Novo

Tel: 2199 9400 - São Paulo - SP

Copyright 2017 - Simple Energy - Todos os direitos reservados